Pronomes

  • Imagens da Aula
  • +
  • +
  • Curso

Captura de tela em 2013-11-21 14:01:44

Captura de tela em 2013-11-21 14:02:31

Captura de tela em 2013-11-21 14:02:09

Esta Aula pertence ao Curso de Língua Portuguesa  oferecido pela Ensino Nacional

certificado1

PRONOMES – CONCEITO E FUNÇÃO
Você sabe o que são os pronomes e qual é a sua função?
O que é
• É a palavra que substitui um nome, se refere a ele, ou ainda, acompanha o nome qualificando-o.
• Ex: A criança era esperta. Ela tirou a maior nota na prova. (“Ela” substituiu o nome “criança”).

Função
• Os pronomes têm como função principal apontar para as pessoas do discurso, indicando sua situação no tempo e espaço (com exceção dos pronomes interrogativos e indefinidos).
• Com isso os pronomes possuem uma forma específica para cada pessoa do discurso.
• Ex: Minha carteira estava vazia depois das compras. Tua carteira estava vazia depois das compras?

Palavras Variáveis
• São variáveis em gênero (masculino e feminino) e número (singular ou plural) e espera-se coerência com o seu objeto, mesmo se estiver ausente.
• A maior parte dos pronomes não tem significado fixo, mas adquirem um dentro de um contexto.
• Isso permite saber a referência daquilo que está sendo colocado por meio do pronome.

PRONOME PESSOAL
Tipos de pronome
• Existem seis: pessoais, possessivos, demonstrativos, indefinidos, relativos e interrogativos.

Pessoais
• Substituem os substantivos e indicam as pessoas do discurso diretamente.
• Variam de acordo com as funções que exercem nas orações.
• Podem ser do caso Reto ou do caso Oblíquo.

Reto
• Exerce a função de sujeito ou predicativo do sujeito.
• Flexionam-se em número, gênero e pessoa.
• São eles:
1ª pessoa do singular: eu
2ª pessoa do singular: tu
3ª pessoa do singular: ele, ela
1ª pessoa do plural: nós
2ª pessoa do plural: vós
3ª pessoa do plural: eles, elas

Oblíquo Átono:
• Não são precedidos de preposição.
• Possuem acentuação tônica fraca.
• Ex: Ele me deu um presente.
• São eles:
1ª pessoa do singular (eu): me
2ª pessoa do singular (tu): te
3ª pessoa do singular (ele, ela): o, a, lhe
1ª pessoa do plural (nós): nos
2ª pessoa do plural (vós): vos
3ª pessoa do plural (eles, elas): os, as, lhes

• O “lhe” é o único que já se apresenta na forma contraída e sempre tem função de objeto indireto na oração.
• Já os pronomes o(s), a(s) atuam somente como objetos diretos.

Oblíquo Tônico:
• Sempre são precedidos por preposição (a, para, de, com).
• Exercem função de objeto indireto da oração.
• Possuem acentuação tônica forte.
• São eles:
1ª pessoa do singular (eu): mim
2ª pessoa do singular (tu): ti, contigo
3ª pessoa do singular (ele, ela): ele, ela
1ª pessoa do plural (nós): nós, conosco
2ª pessoa do plural (vós): vós, convosco
3ª pessoa do plural (eles, elas): eles, elas

Pronomes reflexivos:
• São os pronomes pessoais oblíquos que se referem ao sujeito da oração, embora funcionem como objetos diretos ou indiretos.
• Indicam que o sujeito faz e recebe a ação expressa pelo verbo.
• São eles:
1ª pessoa do singular (eu): me, mim (Ex: Olhei para mim no espelho e não gostei do que vi).
2ª pessoa do singular (tu): te, ti
3ª pessoa do singular (ele, ela): se, si, consigo
1ª pessoa do plural (nós): nos
2ª pessoa do plural (vós): vos
3ª pessoa do plural (eles, elas): se, si, consigo

PRONOMES DE TRATAMENTO
Os pronomes de tratamento são formas corteses de tratamento, expressões de reverência, títulos, etc.
• Os pronomes de tratamento substituem a terceira pessoa.
• Há aqueles usados em tratamentos cerimoniosos e outros em situações de intimidade.
• No caso de estar se referindo à essas pessoas, sem se dirigir a elas, o pronome “vossa” é substituído pelo “sua”.
• Ex: Sua Excelência já terminou a audiência.
• São formas corteses de tratamento, expressões de reverência, títulos, etc.

Veja um lista com os principais pronomes de tratamento e quando usá-los:
• Vossa Alteza (usado para príncipes, duques).
• Vossa Eminência (usado para cardeais).
• Vossa Reverendíssima (sacerdotes e bispos).
• Vossa Excelência (usado para altas autoridades e oficiais-generais).
• Vossa Magnificência (reitores de universidades)
• Vossa Majestade (reis e rainhas)
• Vossa Santidade (Papa)
• Vossa Senhoria (tratamento cerimonioso)
• Você (tratamento íntimo)
• Senhor / Senhora (tratamento respeitoso)
Obs: Em algumas regiões do país o pronome “você” e “vocês” são largamente utilizados, em outras, a forma “tu” é mais frequente.

Concordância de Gênero
• Concorda-se com o gênero da pessoa a que se refere.
• Ex: Vossa Senhoria está sendo convidado (homem) para o Seminário.
• Ex: Vossa Excelência será informada (mulher) quando o relatório for concluído.

Pessoa
• As formas de tratamento pedem verbos e pronomes referentes na terceira pessoa.
• Ex: Vossa senhoria solicitou…
• Ex: Vossa Excelência informou…

PRONOMES POSSESSIVOS
Você sabe o que são os pronomes possessivos?
Pronomes Possessivos
• São as palavras que ao indicar a pessoa gramatical, acrescentam a ela a ideia de posse de algo.
• Ex: Essa mesa é minha. (Minha – possuidor: 1ª pessoa do singular).
• Eles mantêm uma relação com os pronomes pessoais, pois indicam aquilo que pertence aos seres indicados pelos pronomes pessoais.

Lista de Pronomes Possessivos:
1ª pessoa do singular (eu): meu(s), minhas(s)
2ª pessoa do singular (tu): teu(s), tua(s)
3ª pessoa do singular (ele, ela): seu(s), sua(s)
1ª pessoa do plural (nós): nosso(s), nossa(s)
2ª pessoa do plural (vós): vosso(s), vossa(s)
3ª pessoa do plural (eles, elas): seu(s), sua(s)

• Os pronomes possessivos concordam em número e gênero com o objeto possuído.
• Ex: Ela trouxe seu apoio e sua compreensão neste momento.
• E em pessoa com o possuidor.
• Ex: Eu peguei o meu caderno.
• Os pronomes possessivos nem sempre indicam possessividade.
• Podem indicar:
• Afetividade (ex: meu filho, você já almoçou?).
• Cálculo aproximado (ex: ele deve ter seus 60 anos).
• Atribuir valor indefinido ao substantivo (ex: João tem lá seus defeitos, mas eu gosto dele).

PRONOMES DEMONSTRATIVOS
São utilizados para explicitar a posição de uma determinada palavra em relação a outras ou ao contexto, podendo ser em termos de espaço, tempo ou discurso.

No Espaço:
Compro este/esse/aquele carro.
Este – está perto da pessoa que fala.
Esse – está perto da pessoa com quem falo (ou afastado da pessoa que fala).
Aquele – afastado tanto de quem fala quanto daquela com quem falo.

No Tempo:
Este ano está passando rápido.
Esse/aquele ano passou rápido.
Este – refere-se ao ano presente.
Esse – refere-se a um passado próximo.
Aquele – refere-se a um passado distante.

Pode Ser:
Variáveis ou Invariáveis
Variável: este(s), esta(s), esse(s), essa(s), aquele(s), aquela(s).
Invariável: isto, isso, aquilo.

PRONOMES INDEFINIDOS
Você sabia que algum, alguém, algo, ninguém e nada são alguns dos pronomes indefinidos?

Pronomes Indefinidos
• São palavras que se referem à terceira pessoa do discurso, dando um sentido vago e expressando uma quantidade indeterminada.
• Ex: Alguém comeu todo o bolo.
• Nesse exemplo, “alguém” é uma palavra que não revela a identidade da pessoa, seja por ser desconhecida ou porque não se querer revelar.

Classificação
Pronomes Indefinidos Substantivos:
• São aqueles que assumem o lugar do ser ou então a quantidade aproximada dele na frase.
• São eles: algo, alguém, fulano, sicrano, beltrano, nada, ninguém, outrem, quem, tudo.
• Ex: Há algo que o está incomodando?

Pronomes indefinidos Adjetivos:
• São aqueles que classificam um ser expresso na frase, dando-lhe a noção de quantidade aproximada.
• São eles: cada, certo(s), certa(s).
• Ex: Cada um tem sua crença.

Há pronomes que ora são substantivos indefinidos, ora adjetivos indefinidos:
algum(ns), alguma(s), bastante(s), demais, mais, menos, muito(s), muitas(s), nenhum(ns), nenhuma(s), outro(s), outra(s), pouco(s), pouca(s), qualquer, quaisquer, qual, que, quanto(s), quanta(s), tal(is), tanto(s), tanta(s), todo(s), toda(s), um(ns), uma(s), vários, várias.
Ex: Algumas pessoas se contentam com pouco.

• Os pronomes podem ser variáveis ou invariáveis.
• Os variáveis podem ser: masculino ou feminino e singular ou plural.
• Já os invariáveis são: alguém (não há o feminino ou masculino, e nem o plural de alguém), ninguém, outrem, tudo, nada, algo, cada.

Locuções pronominais indefinidas:
• Cada qual, cada um, qualquer um, quantos quer (que), quem quer (que), seja quem for, seja qual for, todo aquele (que), tal qual (=certo), tal e(ou) qual, um ou outro, uma ou outra, etc.
• Ex: Cada um escolheu seu prato favorito.

Indefinidos Sistemáticos:
• Alguns pronomes indefinidos criam oposição de sentido. Veja abaixo:
• Algum, alguém, algo = têm sentido afirmativos enquanto que nenhum, ninguém, nada = têm sentido negativo.
• Tudo, todo = totalidade afirmativa; e nenhum, nada = totalidade negativa.
• Alguém, ninguém = se referem a pessoa; e algo ou nada = se referem a coisa.
• Certo = particulariza; qualquer = generaliza.
Obs: Oposições de Sentido
É importante saber usar essas oposições de sentido para construir textos e frases coerentes. Ex: Nada do que foi feito até agora surtiu qualquer efeito prático.

PRONOMES RELATIVOS E INTERROGATIVOS
Veja também uma explicação sobre os Pronomes Substantivos e Adjetivos

1 – Pronomes Relativos
• São aqueles que representam nomes que já foram mencionados anteriormente e estabelecem uma relação entre si.
• Podem ou não ser precedidos por preposição ou por pronome demonstrativo o(s), a(s).
• Ex: A casa onde Maria mora é muito longe.

2 – O pronome que é o mais usado, sendo chamado de relativo universal.
• Ex: O trabalho que eu entreguei refere-se à nova gramática.
• Às vezes ele equivale a o que, coisa que, e se refere a uma oração.
• Os pronomes: o(s) qual(is), a(s) qual(is), são exclusivamente pronomes relativos.
• Por isso são usados para verificar se palavras como “que”, “quem”, “onde” são pronomes relativos.
• Ex: Essas são as conclusões sobre as quais há muita discussão. (Nesse caso não se poderia usar que depois de sobre).

3 – Atenção:
• O pronome “cujo” concorda com o consequente e não com o antecedente. Ex: Esse é o caderno (antecedente) cujas folhas (consequente) foram rasgadas.
• “Quanto” é o pronome relativo que é precedido por um pronome indefinido: tanto e tudo. Ex: Eu aprovei tantos quantos foram necessários.
• O pronome “quem” se refere a pessoas e é sempre precedido de preposição. Ex: Ele é uma pessoa a quem muito devemos.
• “Onde”, quando usado como pronome relativo, só pode ser utilizado na indicação de lugar. Ex: Essa era a casa onde morava.

4 – Atenção:
• Se for indicar tempo, deve ser usado quando ou em que. Ex: Que saudades da época quando (em que) morávamos no sítio.
• As palavras como e quando podem usadas como pronome relativo. Ex: Não gostei do modo como você agiu ontem.
• Os pronomes relativos permitem unir duas orações em uma só.
• Ex: Os alunos gostam muito do professor. O professor recebeu um prêmio. Fica assim: Os alunos gostam muito do professor que recebeu um prêmio.

5 – Pronomes Interrogativos
• São aqueles usados na formulação de perguntas, diretas ou indiretas.
• Referem-se à 3ª pessoa do discurso.
• São eles: que, quem, qual (e variações), quanto (e variações).
• Ex: Quem entregou o trabalho? Quanto custa essa bolsa? Qual das opções você prefere?
Obs: Pergunta Direta X Indireta
Perguntas diretas: iniciadas por uma palavra interrogativa e empregam ponto de interrogação. Ex: Quem foi convidado?
Perguntas indiretas: não são iniciadas por palavras interrogativas e terminam com ponto final. Ex: Gostaria de saber quem foi convidado.

6 – Pronomes Substantivos e Pronomes Adjetivos
• São aqueles que substituem um substantivo ao qual se referem.
• Ex: Aquilo me deixou alegre.
• Já os pronomes adjetivos são aqueles que acompanham o substantivo relacionado, lhe caracterizando.
• Ex: Alguma coisa me deixou alegre.

Os pronomes relativos podem ser variáveis: o(a) qual, os(as) quais, cujo(s), cuja(s), quanto(s), quanta(s).
Ou invariáveis: quem, que, onde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *